Redes de EI e EF

Volta às aulas e a implementação dos currículos: destaques da transmissão

Ações na pandemiaBoas práticasCurrículos de EI e EFNotícias

Flexibilização curricular, adequação dos projetos políticos pedagógicos e materiais didáticos, avaliações na retomada às aulas e uso dos currículos alinhados à BNCC foram os temas abordados na transmissão ao vivo sobre volta às aulas e a implementação dos currículos alinhados à BNCC para Educação Infantil e Ensino Fundamental. O vídeo, realizado dia 2 de fevereiro pelo Movimento pela Base, teve a participação de:

  • Luiz Miguel Martins Garcia, presidente da Undime e Dirigente Municipal de Educação de Sud Mennucci (SP);
  • Roberta Panico, diretora executiva da Comunidade Educativa Cedac;
  • Vera Von Kriger, técnica da Secretaria de Almirante Tamandaré (PR).

O diálogo pode ser acompanhado na íntegra neste link do Youtube do Movimento pela Base. A seguir, veja alguns dos destaques da transmissão:

BNCC, currículo e implementação desses documentos

Luiz Miguel Martins Garcia ressalta a importância da Base Nacional Comum Curricular e dos currículos para demarcar dos direitos de aprendizagem dos alunos. “Agora os gestores precisam organizar a atualização dos projetos políticos pedagógicos nas escolas e realizar a formação de professores para possibilitar a recuperação e recomposição da aprendizagem de todos os estudantes”:

 

A flexibilização curricular no retorno às aulas e o Guia de implementação dos currículos

Roberta Panico relembra que a flexibilização curricular não é uma novidade nas escolas, mas devido à pandemia, o processo tem suas particularidades. Ela lembra que os currículos continuam os mesmos, mas no contexto da pandemia é importante pensar em como flexibilizá-los, conforme as condições em que se encontram os estudantes. Para flexibilizar, é importante seguir ou elaborar normativas e orientações que respaldem essas mudanças, considerar o planejamento do continuum curricular, realizar a priorização curricular, repensar os tempos e espaços de aprender e ensinar, utilizar as avaliações diagnósticas para verificar as aprendizagens, considerar recursos financeiros e humanos, pensar no acolhimento ao longo do ano e, para tudo isso, garantir a segurança na saúde de todos.

A partir do 5:28 do vídeo abaixo você conhece o Guia de implementação dos currículos alinhados à BNCC para Educação Infantil e Ensino Fundamental, iniciativa do Movimento pela Base, em parceria com a Undime, com realização técnica da Comunidade Educativa Cedac. Para baixá-lo, clique aqui. Para assistir, veja abaixo:

 

Diálogo entre secretaria e escolas e o continuum curricular em 2022

Vera Von Kriger explica de que forma deve ser feito o diálogo entre secretaria e escolas para garantir que o currículo seja de fato incorporado na rotina e como o continuum curricular, elaborado em 2021, será contemplado desde o início das aulas presenciais de 2022. Acompanhe:

 

Preparativos para o retorno às aulas: avaliações e planejamento

Luiz Miguel Martins Garcia fala sobre a importância de um processo avaliativo permanente e que apoie o planejamento do professor, e da realização de atividades complementares. Assista:

 

 

Adequação dos Projetos Políticos Pedagógicos (PPP) e materiais didáticos

Luiz Miguel Martins Garcia afirma que tanto os PPP quanto os materiais didáticos devam ser construídos coletivamente com as equipes de escolas e refletirem as realidades atuais. Veja abaixo: